terça-feira, 15 de novembro de 2011

Tesouro bem guardado (Luiz Fernando)

Amigos leitores: É com grande alegria que retornamos para mais uma publicação. Antes, gostaríamos de pedir desculpas por não estarmos mais postando semanalmente, como gostaríamos, tendo em vista a concretização do projeto do nosso amigo Alex Stein, em atravessar as Américas de bicicleta, com chegada em Nova York, e também, claro, pelas mudanças loucas ocorridas na vida do nosso outro amigo, Homero Marques,  o que tem tornado cada vez mais difícil as postagens semanais. Porém, informamos que não abandonaremos nosso filho e continuaremos a mostrar todo nosso conceito e visão das casas que clicamos e de seus moradores.

Hoje mostraremos o duplex do talentoso arquiteto Luiz Fernando e as idéias utilizadas para um ambiente mais clássico e cheio de requinte, em apartamentos com pouco espaço.
Luis  Fernado é um fã incondicional da arte, e tem orgulho de abrigar em sua casa um acervo com peças lindas e exclusivas, feitas por grandes nomes da arte, como a estátua esculpida pela gaúcha Sonia Ebling,  além das obras de pedra calcaria feitas pelo pernambucano Jaime Nicola de Oliveira, o Nicola.

Outra grande paixão de Luiz são seus obeliscos, que juntos criam uma cenário perfeito para sua sala.
A decoração remete ao clássico, harmonizando todos seus objetos com móveis que fazem parte da historia. Um pequeno palácio composto por poltronas antigas, cadeiras Luis XV, espelhos em molduras douradas, peças de mármore, mesas de madeira de lei trabalhadas, mesas de vidro, lustres e castiçais de cristais, além de abajures, criando uma iluminação imponente, porém inimista, que nos transporta ao bem estar e conforto.

É surpreendente como Luiz otimizou espaço, através das paredes e piso com  tonalidades claras, necessários para a harmonização de móveis que ocupam espaço. O resultado foi este, um verdadeiro palacete aristocrata  embutido em um apartamento com características atuais de moradia.